quinta-feira, setembro 22, 2011

Assim vou...

Por aqui. Por ali. Por todo o lado e por lado nenhum. Por sítios que invento. Por passados que não haverá, e futuros que não houve. Por ideias nonsense como este pequeno texto. E agora, surge no meu espírito uma pergunta: poder-se-á chamar a um pequeno texto um textículo? Aqui fica pois um textículo que vos ofereço. Para quem o apanhar, para alguém a quem faça falta algum. E se precisarem, escrevo outro.
Sempre ao dispor.

6 comentários:

Luz de Estrelas disse...

Que ninguém dê um pontapé nele!


Olha, amanhã já publico aquilo (um textão). :) Põe lá a frase, senão a malta leva-te muito avanço, vamossss.

Maria-Portugal disse...

Muitos ,por favor...são bons de ler,assim escorreitos e curtinhos....please...mais!!

Anna^ disse...

Textículo??? pois que gosto da definição; agora prepara-te lá para nos brindares com mais textículos destes...podes ter a certeza que saio daqui com um sorriso nos lábios.Por falar em....hmmmm....melhor estar calada!
beijoca

Dulce disse...

Pensei em ti por causa do textículo, Anna^, e por causa daquele pormenor da nossa anatomia masculina.
(Private joke)

mfc disse...

Continua a passear coonnosco por esses lugares imaginados e lindos.

Anna^ disse...

AHAHAHAHAHAHAHAH Dulce...aquele pormenor ou a falta dele...AHAHAHAHAHAHAHAH

Um beijo marado miúda e um bom fds :)