terça-feira, junho 02, 2015

Não tenho escrito. Nem aqui, nem em papel, nem em pergaminho, nem em qualquer outro suporte. Não tenho lido. Não tenho orado. Não tenho. Vem um dia em que me sinto pouco viva, em que sinto a falta de coisas bonitas, a falta que me faz a poesia. Não falo de poesia em verso, falo dos dias que são poemas. É preciso procurar para encontrar. É preciso querer para ter. Estarei de volta?
Olá vida!

2 comentários:

deep disse...

Olá, Dulce!

Um beijinho

Algures no Oeste disse...

Espero que sim, que estejas de volta ;-)