sábado, fevereiro 26, 2011

Eu preciso muito de me pacificar.
Há pessoas que parecem ter nascido para desestabilizar. Pessoas que entram em determinado sítio e gelam o ambiente. Pessoas que cortam a vontade de comunicação, a alegria, o sorriso. Pessoas talentosas cujo talento é destruir. Nem sempre é possível evitar o convívio com esse tipo de pessoas. Eu preciso de apurar a minha paz para conseguir passear tranquila sobre as águas tumultuosas.

2 comentários:

Maria-Portugal disse...

Para passar as águas tumultuosas só há uma maneira...estender a mão como fez Pedro no mar da Galileia.

mfc disse...

Como te entendo e gosto de ouvir essas palavras que me fazem tão bem!
Também eu preciso dessa atmosfera... límpida!