sábado, julho 14, 2012

À espera de Godot.

À espera de quem não vem, de quem nem sequer prometeu vir, mas também não disse que não vinha. Penso que um dia deixarei de ser assim, que vou crescendo todos os dias, e as minhas lágrimas apagam-se numa espécie de paz.

2 comentários:

mfc disse...

Vale a pena termos consideração por nós e não esperarmos por quem não merece!
Beijos,

deep disse...

Como te entendo. Não temos emenda.
Obrigada pelo beijinho, que retribuo em dobro! Fica bem. Boa semana. :)