sexta-feira, fevereiro 10, 2006

A doméstica alegoria da caverna


Sentei-me na minha cama a comer umas bolachas. A minha sombra e a sombra do pacote das bolachas projectavam-se na parede. Vi a gata intrigada e interessada naquele baloiçante pacote de bolachas feito de sombras. Brinquei com ela, armada em deus caseirinho, baloiçando bolachas fictícias! Coitada da gata! Os saltos que ela deu buscando agarrar o impalpável! Até que descobriu o truque e me destruiu a brincadeira. Tenho uma gata iluminada, agora!

3 comentários:

Vilma disse...

Eles são todos iluminados... os gatos!

O GAJO disse...

Ehehehehe
É por estas e por outras que eu gosto dos "bichanos"...
Beijo

carlos arinto disse...

o teu gato é socrático?
Ou será Platónico?