terça-feira, agosto 23, 2011

Divirto-me muitas vezes com os clientes. As minhas colegas dizem que atraio conversas surrealistas. Na verdade, eu acho que as alimento:

- Posso ajudar?
- Não, ando à procura de alguma coisa fora do normal...
- Mas "fora do normal" no sentido de esquisito ou no sentido de extraordinário?


- Posso ajudar?
- Nunca se sabe, nunca se sabe!


E o cansaço, o que faz:

- Boa noite e F5
-?
(F5 é a tecla para finalizar a venda)

- A Nossa Senhora já leu a revista?
(A senhora já leu a nossa revista? - era isto o que eu queria dizer)

- Agradecia que fizessem uma filha no meio da loja. Uma fila, não é uma filha...
(Isto foi na altura do Natal, toda a gente estava com pressa e de cara fechada, e foi lindo de ver toda a gente a rir. Viva o espírito natalício, viva eu!)

Pronto: hoje preciso de recordar coisas giras, coisas que me fazem sorrir, e que fazem sorrir as pessoas à minha volta, mesmo quando somos uns para os outros perfeitos desconhecidos. Sorrir une as pessoas e faz o mundo ficar mais bonito. Nem que tenhamos todos que ser um pouco tolos.

4 comentários:

Caminhante disse...

Já me ri bastante com este post! O que mais gostei foi "fazerem uma filha".
Beijinhos

Bacouca disse...

Dulce,
Conversas provocadas provavelmente pelo cansaço e pela chatice que por vezes é atender clientes! Mas são de almanaque e rir e fazer rir só desanuvia e faz bem.
Beijo

mfc disse...

Pois fizeste com que sorrisse com vontade.
Beijinhos

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

hehehe.... Essa da filha foi demais! :)