terça-feira, março 21, 2006

Mar, berço meu

Hoje fomos conversar para junto do mar, eu e uma amiga. Nenhuma de nós estava no seu melhor, mas fez-nos bem a maresia. E o mimo, pois claro, também o mimo.
Sei que o mar me faz bem, sempre soube. Acalma-me, aquele marulhar ajuda-me a (des)ouvir-me. É assim como um mantra que me descentra e me coloca de asas abertas, mais livre, sobre a relatividade de tudo.

Se eu sei, fico a pensar o que raio me impede de ir mais vezes até junto do mar. Nem sequer é longe.
Ou o que me impede de fazer diariamente uma caminhada a pé.
Ou o que me impede de me alimentar com cuidado...

Que é que me impedirá de me mimar? De ser, em tantos e tantos pormenores, mais minha amiga?
...................................... A preguiça? O desânimo? Mas quem é que acendeu a preguiça, quem é que pôs o desânimo a correr? Onde é que está o meu manual de instruções, onde é que desligo estados de mal-me-querer?

8 comentários:

deprofundis disse...

Não me falem de desânimos. Que coisa tão rasca e desnecessária. Animem-se! Então não chegou a Primavera?

tikka masala disse...

E se fizessemos uma jantarada para animar?!

Dulce disse...

JANTARADA?!!! É que já estou animadíssima!!
lol
Marquem lá o restaurante, e avisem.

tikka masala disse...

bem... eu sozinha nem sei bem onde nem quando marcar. Confesso que resolvi atirar o isco para ver se pegava, mas agora não sei como descalçar a bota! De qualquer maneira, não moramos todos em cidades diferentes, para começar?!

deprofundis disse...

É fácil. Marcamos o jantar no Funchal. Talvez no Beer House, junto à marina. Não é caro, é giro, a comida boa e a cerveja, fabricada no local, é deliciosa.

Dulce disse...

Fácil e barato... O pior é a viagem: são algumas horas de tempo e muitos euros de dinheiro. :-)
Mas o local é agradável. Já lá bebi, em tempos, uma boa cervejinha.

deprofundis disse...

"Horas de tempo", expressão bem madeirense... Mas, afinal, haverá horas de outra coisa?

Anónimo disse...

Great site lots of usefull infomation here.
»