quarta-feira, março 08, 2006

Quarenta anos


Hoje, dia Internacional da Mulher, completo quarenta anos.
Sem jeito para balanços, e sem tempo para encerrar, detenho-me um pouco, só um pouquinho, a pensar em mim. (Aliás, faço-o muitas vezes, sem o pretexto do aniversário).
Quarenta anos. Digo devagar: QUA - REN - TA.
Tenho mais rugas no contorno da alma, e à volta dos olhos.
E espero a ternura. A dos quarenta, a que está prometida...
Tenho pena de estar longe de algumas das pessoas que me são mais queridas, mas tempo de trabalho não se compadece com festejos.

Festa festa é chegar aqui e estar contente, apesar dos pesares, por já ter vivido quarenta anos!

6 comentários:

tikka masala disse...

Antes de mais, a inevitável palavrinha: parabéns! Também lá chegarei, daqui a pouco, e penso bastante nisso. Sempre achei que os 30 seriam os melhores anos da minha vida, mas agora não quero pensar que a partir daqui vai ser sempre a descer. Quanto mais anos temos, mais nos podemos basear na experiência e mais sábios somos, para melhor sabermos desfrutar dos prazeres que a vida nos oferece. O que é preciso é não estarmos sós! Um abraço :)

Cláudia disse...

Parabéns! ;o)
Beijinhos mimados.

Vilma disse...

Parabénsss! Bem vinda aos "enta"... eu entrei neles com muita alegria e cheia de vontade de completar outros "corenta"! Deus te abençoe muito Dulce!

Anónimo disse...

Eu só tenho mais alguns, mas não te preocupes,como não gosto de "partir com vantagem",sento-me e espero por ti.Depois seguimos juntas!
Tudo de bom.

Avozinha disse...

Parabéns, parabéns!

Anónimo disse...

"deprofundis": Olá Dulce. Parabéns! Já passei por isso, mas foi há tanto tempo...