segunda-feira, outubro 22, 2012

O meu psiquiatra preferido


Chama-se  Francisco Allen Gomes e é a razão porque vou a Coimbra algumas vezes. Demorei anos a encontrá-lo, um psiquiatra que atinasse com a medicação que me é necessária, que não me trouxesse dopada e adormecida, que me explicasse o porquê das suas opções em relação ao meu tratamento. E acima de tudo um homem muito profissional, com quem sinto uma enorme empatia, que me faz falar quando me parece que nada tenho a dizer (o meu "espremedor de citrinos", diz um amigo meu). Que me cansa muito às vezes, que me ajuda sempre a pôr as coisas em perspectiva, e a quem sobra sempre uma palavra de carinho. E tem aquele sorriso de criança, e imensas histórias de vida que adoro ouvir-lhe.

* fonte da foto.

4 comentários:

luz-estelar disse...

olha, também lá andei. é amorosíssimo, mas dei-me pessimamente. o homem pura e simplesmente deixava-me na mesma.
fico contente porque ele te consegue ajudar.

joana

Dulce disse...

Joana, a mim sim, ajuda-me muito. Também passei por muitos que me deixavam na mesma, e outros a quem até acho que eu poderia ajudar... :)

Nani disse...

Que bom. Há pessoas assim, que nos ajudam a encontram algum 'chão'. Dois dedos de conversa ali, umas pastilhas das boas acolá, umas gargalhadas parvas como TPC e umas quantas bananas na dieta, tsá? ����
Tenho a certeza que ele fica muito melhor quando lá vais. �� Beijo.

Nani disse...

(aquelas coisas estranhas são emojis - sorrisos e gargalhadas! Bahhh ;))