domingo, janeiro 22, 2006

Meu irmão


Aqui onde o tempo se conta, hoje farias anos.
Só quero dizer que te amo, nunca deixarei de te amar.

Não morreste.

2 comentários:

mocho disse...

É na ausência que a lembrança e a recordação mais se tornam precisas. Fica bem e lamento muito a tua perda.

Pdivulg disse...

AS pessoas que nos são próximas nunca morrem, apenas vão á frente e ficam á nossa espera. A Alma essa fica connosco.