quarta-feira, abril 19, 2006

Conversa para passar o tempo

- Define Amor.
- A minha definição de amor é António M.
- Camões não chegou tão longe...
- Camões era cego de um olho.
- Hum... Também devo ser cega de um olho.
- Porquê?
- Porque também ainda não cheguei lá.
- Não sei porquê. Ele tinha um olho tapado. Tu, não vejo qual é o teu problema.
- Ó pá, isso também não interessa nada. O amor é cego!
- O amor é, mas tu não tens que ser. Aliás, é mais uma razão para teres os olhos bem abertos.

(Com estas conversas, o tempo, vendo-nos passadas, passou-se também.)

3 comentários:

tikka masala disse...

Esta é a grande virtude do teu blog: consegue sempre surpreender-me com pequenos textos profundos, bem-humorados, de uma beleza simples, de uma simplicidade belíssima. Parabéns!

limão espremido disse...

A Tikka tem razão. "Sabe bem" ler-te.

Anónimo disse...

Great site loved it alot, will come back and visit again.
»