domingo, novembro 05, 2006

Conversa dir-se-ia que impossível

F - Tu não acreditas na reencarnação, não é?
M - Eu não. Andar sempre a nascer e a morrer cansa muito...
F - Mas, por exemplo, que é que farias se descobrisses que noutra vida tinhas sido Hitler?
M - Credo, matava-me. Não, melhor não, como Hitler, afinal, já tinha morrido...
Z para F - E tu, o que farias? Guardavas segredo, não era?

10 comentários:

deprofundis disse...

Está aqui bem patente uma das muitas contradições religiosas. De que valerá ter uma ou mais vidas no passado se agota não tivermos plena consciência disso?
Mas o que é pior é que todas as religiões (pelo menos as mais badaladas) estão cheias de contradições deste género.
Tenho dito.

Dulce disse...

Falou e disse, tirou o chapéu e foi-se...

:))

TsiWari disse...

ora nem mais. caladinho é que é bom...

Luís M. Alves de Fraga disse...

Contradição ou não, como diz o Fernando Vouga, a verdade é que, desde sempre o maior mistério da e na Vida do Homem foi a Morte. Melhor dizendo, mais do que a Morte, o «para além da Morte». Ora, quanto melhor se conhece o macro e micro cosmo, mais se conclui haver uma extraordinária semelhança entre um e outro só, paradoxalmente, diferente entre si na escala. Já se chegou à conclusão da imensa harmonia e do caos harmónico em cada um dos «sistemas» (macro e micro). Assim sendo, a pergunta é inevitável:
- O Homem está fora do ciclo da harmonia universal? Estará, quando verificamos que tudo o que morre renasce, mesmo que sob outra forma de vida (os cadaveres dos seres vivos são excelente adubo para fazer renascer plantas!)?
Quando me confronto com questões desta natureza sinto-me profundamente agnóstico, mas nunca ateu, porque não consigo perceber Deus, Aquele que não se deixa aprisionar por nenhuma religião, Aquele que é totalmente livre e, por isso, Senhor da Harmonia Universal.
... Desculpe-me, Dulce! Tocou em um dos meus «pontos» sensíveis... Não resisti.

vilma disse...

Não creio na reencarnação.. creio na eternidade claro.
A Palavra de Deus é clara: "Aos homens está ordenado morrerem uma só vez vindo depois disso o juízo" Hebreus 9:27
O que sempre achei engraçado para quem crê em vidas passadas, é que geralmente foram pessoas conhecidas ou importantes. Raramente ouço alguém dizer que foi um maltrapilho, um zé ninguém Normalmente foram figuras de destaque. Porque será hein?

Ilhota2 disse...

Tenho uma amiga e que acredita piamente na reencarnação.O que é estranho, é que sempre que ela me expõe os seus motivos eu sinto-me tentada a acreditar também.Talvez pelos argumentos que utiliza.Então brinco com ela e digo-lhe que na minha anterior vida, fui homem e gigolo
ehehehe e rimos as duas da minha idiotice.

Mas levando a coisa um pouco mais a sério, não consigo encontrar explicação para alguns "deja vue" que me acontecem...

Ilhota2 disse...

voltei só para tirar o "e" a mais na 1ª frase.
isto à 2ªfeira não é fácil

Dulce disse...

Gostei muito do que disse, Luís Alves.
Eu sou cristã.
Também não acredito na reencarnação, Vilma, mas não sou capaz de me apegar assim à letra da Bíblia, porque não percebo muita coisa na Bíblia.
Ilhota 2, eu nunca tive um "déja vu"! Às vezes digo a brincar que esta deve ser a minha primeira vida, e que sendo assim, até já vim bastante evoluída...

deep disse...

Chamar-lhe-ia antes "improvável"... Independentemente do adjectivo, interessante...

Bjs e votos de boa semana.

Maria disse...

Quanto à reencarnação sempre me vem à memória a vigorosa profissão de fé de Job:"Eu sei q o meu Redentor vive e que O verei com os meus olhos e não outro.Esta é a esperança que está depositada no meu peito."
Abraços amigos