quinta-feira, outubro 19, 2006

História duma gata tresmalhada e da sua dona desesperada

Pois é, a minha gata Julie não estava fechada em casa do vizinho, como eu julgava. Tinha caído dum terceiro andar, estilhaçando o vidro duma carrinha. (O que eu vou ter que pagar, claro!)
Desesperei-me, chorei, imaginei-a morta, ou muito ferida...
Alguém me deu a ideia de ir lá abaixo à garagem onde estava a carrinha magoada, ver o modelo e marca, para ter uma ideia de quanto custaria o vidro, para não tentarem enganar-me. Foi o que fiz. Mal a minha gata me sentiu lá, e sozinha, miou. Chamei: JUlIE!!!! Miou de novo e saiu de baixo da carrinha, intacta, embora suja e nitidamente assustada. O meu coração rejubilou!!!
Caramba, gosto tanto das minhas "meninas", que acho que nem sei o quanto gosto delas!!!

4 comentários:

Maria disse...

dona desesperada...não desesperes assim...quem sabe de gatos...sabe q eles têm defesas para saltos radicais...
7 vidas tem o gato...provérbio cientificamente provado ao que consta...

jinhos
Maria

CLS disse...

Q grande susto! Felizmente tudo acabou bem. Uma vez, o meu Rafa fugiu e eu só o conseguia imaginar estendido na estrada, atropelado, fartei-me de chorar. Mas apareceu daí a uma meia hora, com o ar mais safado do mundo. Gostamos dos bichos, nada a fazer!

Avozinha disse...

Ufa! Que susto! Já andei assim pela rua à procura da minha, convencida que tinha caído! Afinal, estava fechada num armário!

tikka masala disse...

Tadinha da Julie e tadinha de ti... ela nem ficou ferida?! Os gatos são mesmo incríveis!