terça-feira, outubro 10, 2006

A minha gatinha Nuvem

vem estender-se perto de mim, quase em cima do teclado do computador. Agarro-a e ronrona nos meus braços, felpudinha, mimenta... Fico a olhá-la e a pensar que amanhã provavelmente me aguardam preocupações e tristezas, mas isso é amanhã.
E quem as não tem, muito mais até do que as famosas cartas de amor?...

7 comentários:

Ana Rangel disse...

Bem verdade, um dia de cada vez. É preciso saber aproveitar todos os bocadinhos bons... :)

(espero que o dia esteja a correr melhor do que previas...)

Beijinhos!

Gi disse...

é uma grande verdade.
Espero que corra tudo bem, melhor do que esperas.

Maria disse...

Dulce,Dulce pq te preocupas...vales mais,muito mais q os lirios do campo e nem Salomão se vestiu com tamanha glória?
Coragem, o teu invencível verão está à porta!!

Anónimo disse...

Espero que esse amanhã não tenha sido hoje. Nem seja amanhã, nem depois, nem depois, nem depois...

deep disse...

Mais tristezas do que cartas de amor - estas parecem estar fora de moda! As tristezas existem para darmos valor às alegrias...
Beijo

Luís Alves de Fraga disse...

Na minha infância tive um gato preto. Foi leão, tigre, pantera nas incursões que eu fazia nas florestas imaginárias da casa dos meus Pais. Não arranhava; dava sapatadas com as unhas encolhidas, bebia água da torneira e fazia as suas necessidades biológicas na sanita.
Os meus amanhãs eram sempre felizes, porque não escrevia nem recebia cartas de amor, não tinha preocupações e as tristezas passavam rapidamente.
Se calhar vale a pena ser criança...

Dulce disse...

O dia nem correu mal...
Obrigada a todos! :)