domingo, outubro 29, 2006

A tirania da beleza

Houve uma vez alguém que na net me achou muito interessante, e que todos os dias me dizia que eu era linda e interessante, e até chegou uma vez a dizer que tinha receio de se apaixonar por mim. LOL LOL LOL. E cansava-se essa criatura de me pedir uma foto minha. E quando lhe mostrei uma, deixei de ser interessante, deixámos de ter longas conversas, deixei de existir no intermundo dele.
E eu aprendi a desprezá-lo. E garanto que sou normal. Mulher baixa e gorda, quarenta anos, normal. Dois braços, duas pernas, e tudo aquilo que a anatomia dita, tudo aquilo a que tive direito. E se me faltasse alguma coisa, algum membro, algum órgão, eu ainda podia ser bonita.
Pessoas feias só conheço as que têm a cabeça cheia de preconceitos, que ferem e mentem de propósito.
TENHO ESCRITO.

14 comentários:

Fora-da-lei disse...

Vivemos num mundo de aparências.É esse o grande mal.
Desconfiar sempre de quem nos anda a colocar nos altares.
Há muita falsa luz por aqui.
É preciso muito discernimento e muito calo para "Ver" qual as intenções.Não é preciso desprezá-lo.Apenas não dar confiança a quem não se conhece.
Bjs

Anónimo disse...

És LINDA, DULCE! Tão linda!!!!

Dulce disse...

Deixaste-me de lágrimas nos olhos, querido(a) anonymous. Porque sei que me conheces e sentes isso que dizes!
Obrigada :))

Bem Me Queres disse...

Dulce apssei por aqui para te dizer que aceito. Obg pelas tuas palavras de força.
Bjs doces
Cláudia

deprofundis disse...

A chamada "mãe natureza" é por vezes muito cruel. Mas, por outro lado, é o próprio ser humano a agravar as injustiças, criando paradigmas de beleza e comportamento. Tudo ao serviço do consumismo, quantas vezes desenfreado.
De qualquer forma, há uma revelação subjacente, muito útil para incautos: a evidente inexistência de divindades ou de seres omnipotentes. Caso existissem, não haveria tais injustiças...

Dulce disse...

Deprofundis: vc sabe que, mesmo não entendendo tudo, CREIO que Deus existe. E mais, creio que somos instrumentos do Seu amor, para procurar minimizar as injustiças.

Ilhota2 disse...

"desconfiar sempre de quem nos anda a colocar nos altares"

frase bem verdadeira

Gi disse...

A verdadeira beleza é a interior e se alguém deixou de ter achar bonita por ver uma foto tua, não quer dizer que o deixes de ser, essa pessoa é que provavelmente não saber ver a tua beleza e apenas venera alguns aspectos menos importantes.

Xuinha disse...

Assino por baixo! :)

Maria disse...

no coments...Dulcinha...tu sabes o q vales...assim faz como o Almada...escreve PIM...e encerra o canal dessa lembrança ;o)
Muitos abraços de quem já te conhece bem!

Anónimo disse...

Pessoas que assim procedem só podem mesmo estar desprovidas de bom senso.Por essa reacção imagina-se o que lhe reservará o futuro.Supera esse infeliz momento e vai em frente, encontrarás , certamente, quem valorize os teus sentimentos. Felicidades e um beijinho da intemporal.blogs.sapo.pt

reborn disse...

O mal não é da net, o mal é a falta de carácter.De certeza absoluta que um dia vais encontrar alguém que te vai enxegar com os olhos da alma :)

tikka masala disse...

Não sei o que posso acrescentar que não tenha já sido dito. Apesar de ter chegado atrasada a este post, fico feliz por constatar que as "minhas" palavras já cá estão!
Querida Dulce, acredita que és das pessoas mais belas que alguma vez conheci :)

Lu@ disse...

O mal não é a net.Isso acontece muitas vezes no dia-a dia, o ser interior ser bastante cativante,mas a parte física não tocar de forma especial o outro.Acho que é normal.O amor ou a empatia não advém só da essência pessoal.É triste,mas é assim que se processa.