sábado, agosto 26, 2006

Ignorância

Percorro os blogues conhecidos, os blogues dos amigos, e entre uns que estão de férias e outros que andam mais ocupados a viver, lembro-me que a internet é também um meio muito bom de procurar saber mais. Google.
Um nome de um país que me vem à memória pelo seu som sugestivo, mas acerca do qual quase nada sei: Zimbábue. Rumo a uma página com informação para hoje e para amanhã, e no meio do texto que hei-de ruminar mais tarde, pergunto-me porque é tão grande e tão alta a minha ignorância. Na verdade a História, a Geografia, a Política, sempre me aborreceram. (Sempre as aborreci também - vingançazinha! :)) Não me orgulho disso. Vivo no meu mundinho longe do mundo, o que efectivamente torna ainda maior a minha impotência. Reconheço que é minha obrigação tornar um bocadinho menos mau o mundo em que vivo, e também reconheço que ando longe de cumprir a minha obrigação. A ignorância também não ajuda.
Está reconhecido, e só não faço aqui os meus veementes protestos de mudança, porque tenho o mau hábito de mudar pouco, mudar devagar. E tropeço sempre nos meus próprios passos.

1 comentário:

tikka masala disse...

Poderiam ser minhas as tuas palavras. É bom partilhar defeitos, porque assim parecem mais humanos!...