quinta-feira, agosto 24, 2006

Rir da nossa tristeza

às vezes é bom.

Há uns anos fui ter com uma amiga para conversar com ela e animá-la um pouco. Ela estava triste, deprimida até, por causa de uma paixão avassaladora e inconveniente. Sentámo-nos na praia e ouvi-a, dei-lhe a minha mão, falámos, sorrimos, chorámos. Depois fomos partilhar uma pizza, que entre as minhas confidências e as dela, ficou quase por comer. E às tantas aparece na TV o Bin Laden. Disse-lhe eu: olha, podia ser pior! Imagina que estavas apaixonada pelo Bin Laden.


Hoje, no MSN, conversa com uma menina do outro lado do Atlântico:
- Eu acho que não tenho capacidade (já não) para me encantar e apaixonar. Quer dizer, se conhecesse o Super-Homem, era capaz de me apaixonar. Mas ele tinha que tirar aquela capa horrorosa!

1 comentário:

Xuinha Foguetão disse...

:)

Acho que é uma boa forma de tornar tudo mais fácil...

Beijocas

PS - tb lhe tirava a capa e o fato de licra. Ahahahahaha!